Marketing Digital

fevereiro 2020

Porque fazer Curadoria de Conteúdo para sua marca?

Com as constantes inundações de fake news, anúncios, postagens, imagens, vídeos e outras formas de conteúdo, é necessário a realização da curadoria de conteúdo para guiar a produção do seu marketing de Conteúdo.

A curadoria deve ser feita na busca anônima do seu computador (New Incognito Window), e guiar você sobre seu mercado, com acesso a informações globais, mundiais. Você pode selecionar o que melhor tem sido criado de relevante para seu público na internet. Pesquisar tudo que tem ocorrido no seu mercado, compreendendo assim diversas oportunidades!

É preciso separar o joio do trigo, tem muito conteúdo ruim na internet, você precisa ter cuidado.

*Curadoria de conteúdo é o ato de constantemente identificar, selecionar e compartilhar os melhores e mais relevantes conteúdos on-line tais como posts, fotos, vídeos, ferramentas, tweets ou qualquer outro sobre um tema específico para corresponder às necessidades de um público também específico.

A curadoria pode desempenhar um papel central para criar consciência e credibilidade para a sua marca. A quantidade de curadoria de conteúdo que pode desenvolver depende da sua estratégia.

Uma excelente ferramenta para gerir e armazenar conteúdo é o Pocket. É um aplicativo que permite salvar textos, vídeos e imagens para visualizar em outro momento, seja pelo navegador ou pelos dispositivos móveis. 

O Pocket tem um visual leve e prático, possui uma extensão para os principais navegadores que permite salvar os links com apenas um click.  Possui uma barra de buscas e tags para explorar os links salvos. Você também pode compartilhar links com outros usuários da ferramenta de modo simples. 

É preciso saber fazer curadoria de conteúdo para selecionar o melhor material para trabalhar na sua marca. Você precisa de conteúdo online e é na internet que você vai buscar as melhores influencias.

Agora é hora de colocar seu conteúdo na internet e fazer Marketing Digital para encontrar seus clientes.

Entre em contato para te auxiliarmos na melhor forma de você utilizar essa incrível e necessária estratégia no Marketing Digital da sua empresa!

janeiro 2020

Inbound marketing ou marketing de atração, saiba mais o que é.

Inbound Marketing não compra a atenção dos clientes, pois a marca gera conteúdo altamente relevante para o consumidor que por sua vez procura tal conteúdo e acaba por encontrar a empresa.

É uma forma de estratégia de comunicação online na qual a marca, o serviço ou o produto se promove através de blogs, podcasts, vídeos, ebooks, newsletters, whitepapers, landing pages, SEO e outras formas de marketing de conteúdo. O Inbound Marketing se diferencia dos métodos tradicionais que procuram atrair a atenção de potenciais clientes através da compra de espaços publicitários em meios como rádio, televisão, flyers, telemarketing, entre outros. Inboud é um estilo de estratégia que consiste em focar em melhorar seu negócio e não correr atrás de clientes.

Inbound Marketing é o marketing para dentro, ou de entrada. É fazer marketing para as pessoas certas e no momento certo, ajudando-as no que precisam, entendendo seus problemas, buscando soluções. É um novo jeito de se pensar o marketing, baseado na criação de conteúdo de qualidade para pessoas com características detalhadas. É qualquer tática que se baseia em ganhar o interesse das pessoas, direcionada a um público certo. Diferente do Outbound Marketing, que “empurra” produtos e clientes para as pessoas indistintamente.

Hoje pensamos muito sobre automação de marketing, que é um estágio mais avançado nesse processo. Vou aqui compartilhar o básico, para entender as 4 fases do Inboud Marketing:

1 – Atrair. É fundamental que você descubra as características do seu público alvo, ou a persona, como está na moda falar. Quanto mais detalhado for o retrato desse grupo restrito você dominará a conversa sobre o conteúdo que sua persona deve receber. Assim, você poderá gerar o conteúdo desejado e construir uma estratégia de entrega capaz de atrair e envolver, como qualquer pescaria você poderá usar iscas digitais. 

2 – Relacionar. Você conseguiu, as pessoas responderam ao conteúdo gerado, realmente atingiu a persona naquilo que ela mais queria ouvir. Que bom. Hum, mas, você deve ser ágil nas comunicações e responder da maneira mais personalizada possível a interação com público, respondendo, provocando positivamente, pois, se o relacionamento complementar adequadamente a estratégia certamente a conversão acontecerá, é só uma questão de tempo.

3 – Converter. Quando aquele usuário de rede social, ou mesmo um internauta vindo de sites de buscas, como o Google, Youtube, Yahoo, etc, diretamente para o seu website, ele está interessado, poderá se manifestar se for bem direcionado. Quando alguém começa a interagir com a marca geralmente está em ponto de conversão, ou a venda.

4 – Analisar. A partir do planejamento deve-se analisar os resultados obtidos. Se o funil de vendas funcionou, se houve emperramento de ações. Pois dessa análise sairão informações que poderão fazer sua máquina de Inboud Marketing ficar bala.

Para executar uma campanha inboud, é preciso de muito planejamento e inventividade na criação do conteúdo. É necessário ter um grande compromisso profissional, porque há muitas ações para serem executadas, por isso a equipe deve estar bem qualificada, para fazer análises, distribuição, mensuração, entre diversas outras ações que fazem parte dessa estratégia.

Para finalizar, o conteúdo deve ser extremamente relevante, publicado, patrocinado, compartilhado. E isso em toda a sua rede multicanal. É nesse momento que o marketing e conteúdo irão entrar em cena e mostrar a que vieram.

Não confunda, é muito simples. Muitas profissionais fazem tantas elocubrações para diferenciar Marketing de Conteúdo do Inboud Marketing, como se fossem coisas distintas. Na verdade não são. Inboud Marketing é uma forma específica de Marketing de Conteúdo, com uma linha de postagens e cronogramas radicais, o que dá uma forma diferenciada, e faz com que as pessoas pensem estar usando outra disciplina.

Se você gostou, e quer saber mais, entre em contato conosco! 😉

dezembro 2019

7 Dicas Especiais de Marketing Digital para Startups

 O que fazer, para onde olhar, como executar, e acima de tudo, o que evitar para realizar o negócio que você se propôs a fazer.

Uma startup tem um orçamento e tempo limitados para realizar o marketing digital. Porque você não tem o suporte financeiro e de pessoal das empresas maiores, deve, então, ter um cuidado especial para evitar erros. Ao associar suas atividades de marketing digital com seus objetivos de negócios você começará a ver que os lucros aumentam, porém, isso deve ser feito de forma planejada a fim de se obter um resultado positivo. 

A comunicação digital é a mudança para as ferramentas e tecnologias digitais que a maioria das pessoas dependem todos os dias, incluindo smartphones, motores de busca, tablets, vídeo sob demanda, e os canais de mídia social como Facebook, LinkedIn, Twitter e YouTube, etc. O custo de estratégias com esses recursos é bastante menor comparado ao marketing tradicional, ainda mais levando em conta que as startups têm por excelência o perfil tecnológico, esta é, portanto é a comunicação adequada a esse tipo de negócio. Criamos 7 dicas incríveis para alavancar seu negócio, acredite, elas podem resolver sua vida:

  1. Torne seu conteúdo amigável aos motores de busca

O Google é a grande plataforma de busca pela internet, mas não apenas essa, existe o Yahoo, os sites de vídeos, como o YouTube, Dalymotion, Vimeo, entre tantos, as redes sociais, etc. Todos utilizam essas buscas e seu conteúdo deve estar bem posicionado.  Por meio desse procedimento os clientes investigam as opções de determinado produto existente no mercado, verificando opiniões de relevância, pesquisando em sites e fóruns e analisando outros produtos da concorrência. É preciso atentar para o fato de que a busca traz o tipo de tráfego mais qualificado para o seu site. É muito importante construir conteúdo em torno de palavras-chaves de relevância e indexar na rede com todos os critérios que um post deve ter.

  1. Mídias sociais com expertise

Tanto os clientes quanto os concorrentes estão nessas mídias. Para se obter informações que poderão ajudar na melhoria dos serviços de sua startup, o empreendedor deve estimular a interação nessa rede, fazer contato com clientes ou com possíveis parceiros, e até mesmo concorrentes. Elas são as grandes mídias de atração para você direcionar o tráfego para o seu site, ou land pages. As redes sociais representam uma fonte de conhecimento de mercado, que podem gerar ações de marketing inovadoras, serviço de atendimento de qualidade ao consumidor, entre tantas outras possibilidades. 

  1. Escolha os canais certos

Em vez de tentar utilizar uma variedade de canais de marketing digital de forma eficaz, as startups muitas vezes tentam ter uma presença em todos os canais e acabam fazendo todos de uma forma pouco eficiente. Não deixe sua presença nestas redes de uma forma esporádica e uma vez presente nelas interaja autenticamente com os usuários. No entanto, se você não tem o tempo nem a equipe para interagir em todas as redes de uma forma competente e envolvente, reveja seus objetivos de comunicação digital, escolha as redes prioritárias de acordo com o perfil do seu target.

  1. Crie um funil de marketing online

Faça um planejamento para criar um funil de marketing, pois nem todos os seus resultados de marketing digital resultam vendas imediatas. Esse funil é feito em uma série de etapas (como obter um endereço de e-mail, preenchimento de formulários, etc.) que levam ao seu objetivo final do negócio, a venda. Procure bons exemplos e ouse.

  1. Tentando atingir todos, você pode não atingir ninguém

O consumidor está exposto a uma média de 5.000 mensagens diárias, o que significa que sua comunicação digital precisa se sobressair ao seu público. Descubra os desejos de seu target para criar a mensagem certa, caso contrário você estará atirando para todos os lados e corre o risco de não atingir ninguém. Além disso, com esse tão grande número mensagens de marketing, você está competindo um grupo muito maior de concorrentes. Assim, segmente sua comunicação e personalize tanto quanto seu conhecimento tecnológico permitir. 

  1. Capriche no visual

Uma boa estética é fundamental para que o usuário se sinta atraído pelo que vê e assim se sinta curioso em saber mais sobre o conteúdo da sua Startup. A imagem institucional deve ser original e agradável aos olhos do cliente. Por isso, invista no visual do seu negócio, crie um manual de marca, desenvolva o seu website, blog, etc. Crie um padrão visual da marca para que ela seja facilmente memorizada pelo consumidor.

  1. Inovação como dever

As startups têm como principal característica do negócio a inovação. Essa é a característica máster que deve ser levada em conta em todas ações da empresa. Faça uma comunicação original, diferenciada, isso será fundamental para o sucesso do seu negócio. Surpreenda!

O novo fator de sucesso não é o tamanho do seu orçamento, mas sua habilidade em criar a mensagem certa, entregando nos canais adequados, e organizando o sistema com o foco em resultados. Boa sorte!